fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Reação russa desagrada o Japão

Após as críticas realizadas pelo governo japonês em relação a visita do presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, a ilha Kunashiri e a convocação do embaixador do Japão em Moscou para fazer esclarecimentos sobre a política interna russa, o governo de Medvedev desconsiderou os pronunciamentos japoneses e manteve a agenda de visitas nas Ilhas Kurilas, também foco de disputa desde o término da “II Guerra Mundial”. Isso desagradou ainda mais ao Japão.

O ministro das “Relações Exteriores” japonês, Seiji Maehara, havia pedido ontem, dia 3 de novembro, que não fosse realizada a viagem, pois seu país considera que a região é território nipônico. Em declaração á imprensa afirmou, “Transmitimos nossa postura de que as quatro ilhas (Kunashiri, Etorofu, Shikotan e Habomai) são território tradicional japonês. Espero que (a Rússia) leve isso em conta”. O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergeï Lavrov, por sua vez, recusou estas declarações, e afirmou que o presidente Medvedev visitou uma terra russa.

Analistas acreditam que durante a realização da ASEAN, o “Fórum?Econômico da Ásia-Pacífico”, programado para os dias 13 e 14 de novembro, em Yokohama, no Japão, será possível um encontro entre o primeiro-ministro japonês, Naoto Kan, e o presidente da Rússia Dmitri Medevdev.

Observadores tem assinalado que, apesar das interrogações sobre as razão da disputa, a explicação é simples, às ilhas, às quais os japoneses se referem como “Territórios do Norte no Japão” são ricas em ouro, prata, hidrocarbonetos e titânio.

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!