fbpx
ECONOMIA INTERNACIONALEUROPAFÓRUNS INTERNACIONAISNOTAS ANALÍTICAS

Polônia e Portugal podem ser parceiros para investimentos na CPLP

Na segunda-feira, dia 20 de abril, o Presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), Miguel Frasquilho, participou do European Economic Conference, em Katowice, na Polônia, onde realizou um debate com o VicePrimeiroMinistro e Ministro da Economia da Polônia, Janusz Piechociński, sobre “Desafios da economia global. Novos mercados e novas direções[1].

Frasquilho ressaltou em sua intervenção as “reformas que estão sendo realizadas[1] em Portugal, tornando o “ambiente empresarial mais atrativo para os investidores[1]. O Presidente da AICEP considerou que a Polônia é um concorrente direto do país na atração de investimento estrangeiro, mas concluiu juntamente aos poloneses que há possibilidades de parcerias empresariais entre os dois países em mercados específicos, como os da Comunidade dos Países de Língua Portuguesa (CPLP). A Polônia possui interesse em países como Angola, Moçambique e Brasil, constituindo Portugal o grande parceiro europeu para acesso a estes mercados.

Apesar de competirem para atração de investidores, a Polônia é o maior mercado de investimento para Portugal na Europa Central e do Leste. Segundo os dados do Banco de Portugal, até ao final de 2013 as empresas portuguesas investiram na Polônia aproximadamente 153,5 milhões de euros (um aumento de 18,5% relativamente a 2012). Em 2013, a Polônia ocupou a 5ª posição (depois dos Países Baixos, Alemanha, Espanha e Brasil) na lista de principais mercados de investimento português no mundo[2].

——————————————————————————————

Imagem (Fonte):

https://lisbon.trade.gov.pl/_/v2_pica_20120112_010803.png

——————————————————————————————

Fontes Consultadas:

[1] Ver:

http://dinheirodigital.sapo.pt/news.asp?id_news=230037

[2] Ver:

https://lisbon.trade.gov.pl/pt/destinopl/article/detail,6572,Portugal_o_parceiro_economico_da_Polonia.html

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!