fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Povoamento chinês é estratégia do Governo em regiões de disputas territoriais

A China tem disputas territoriais com alguns países vizinhos. No sudoeste do país, as ilhas Senkaku são palco de disputas entre Beijing (China continental), Tokyo (Japão) e Taipei (Taiwan / Formosa) e um pouco mais a sul da região, no arquipélago das ilhas Spratleys, os chineses disputam com o Vietnã, os direito sobre a ilha de Yongxing.

As regiões do “Mar do Sul” e  do “Mar Meridional” da China são muito disputadas pelos países da região devido a abundância de recursos naturais, desde a pesca até reservas de gás e petróleo.

 

Além da ilha de Yongxing, as demais ilhas que compõe o “Arquipélago Spratles”, também são disputadas pelas Filipinas, Brunei, Malásia e Taiwan e as negociações sobre estes territórios são tratadas nos Fóruns da “Associação de Nações do Sudeste Asiático” (ANSEA, em português /ASEAN, em inglês).

Devido aos desentendimentos sobre a soberania destas ilhas, o Governo chinês resolveu povoar a região e nesta semana inaugurou a cidade de Sansha.  A cidade recém nascida na região do “Mar do Sul da China” é considerada por alguns analistas como uma “Cidade Administrativa” criada com o intuito de ser utilizada apenas como base de projeção de poder e ocupação territorial, defendendo os chineses seus direitos na região. Até o momento, os Governos que disputam este território com a China não se pronunciaram contra a iniciativa, mas este caso é sensível para a estabilidade regional.

———————

Fontes:

Ver:

http://pt.euronews.com/2012/07/24/china-estabelece-cidade-administrativa-em-ilha-disputada-com-o-vietname/

Ver:

http://portuguese.cri.cn/561/2012/07/24/1s154076.htm

Ver:

http://br.china-embassy.org/por/szxw/t954599.htm

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!