fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Presidente chinês pede unificação com Taiwan

2011 é o ano de comemoração do “Aniversário de 100 anos” da República da China” (Taiwan/Formosa), bem como do centenário da “Revolução de 1911”, que pôs fim ao “Regime Imperial” na China.

 

Neste momento de comemorações, muitos chineses de ambos os lados do “Estreito de Taiwan”, discutem sobre os temas relacionados a suas relações econômicas e políticas, tendo sido exatamente estes os temas comentados pelo atual presidente da “China Continental”, Hu Jintao, em recentes declarações feitas para os chineses da Ilha.

Durante a cerimônia de comemoração dos 100 anos da “Revolução Chinesa”, Hu pediu a unificação de Taiwan com a “China Continental”.  Declarou que Beijing e Taipei devem  “curar as feridas do passado e trabalhar juntos para alcançar o rejuvenescimento da grande nação chinesa. (…). Alcançar a reunificação por meios pacíficos melhor serve os interesses fundamentais de todos os chineses, incluindo os compatriotas de Taiwan”*.

Durante seu governo, Hu vem adotando uma linha menos ofensiva em relação aos considerados compatriotas da ilha de Formosa e tem atuado na cooperação econômica, além de outros temas comuns para se aproximar mais dos taiwaneses. Porém, ainda existe em seu discurso os elementos comuns de seus antecessores, o que pode ser observado na seguinte declaração que também foi feita: “Precisamos reforçar a nossa oposição à independência de Taiwan … e promover o intercâmbio e cooperação estreitas entre compatriotas de ambos os lados”*.

A política nos dois lados do “Estreito de Taiwan” ainda é um assunto delicado, mas ambos os Estados cineses têm caminhado para diminuir os atritos políticos, bem como os relativos à “Segurança e Defesa” e trabalhado para cooperar mais em intercâmbios e no comércio.

———————

Fontes:

* Ver: “Taipei Times” (english)

http://www.taipeitimes.com/News/front/archives/2011/10/10/2003515354

* Ver: “Edição especial CRI” (Chinese)

http://big5.cri.cn/gate/big5/gb.cri.cn/news/other/2011xinhai/live.htm

Ver também: “Global Times

http://www.globaltimes.cn/NEWS/tabid/99/ID/678577/Sun-Yat-sens-revolution-marked.aspx

About author

Bacharel em Relações Internacionais (2009) e técnico em Negociações Internacionais (2007) pela Universidade Anhembi Morumbi (UAM). Atua na área de Política Econômica com foco nos países do sudeste e leste asiático, sendo referência em questões relacionadas a China. É membro da Júnior Chamber International Brasil-China, promovendo as relações sócio-culturais sino-brasileiras em São Paulo e Articulista da Revista da Câmara de Comércio BRICS. Também atuou como Consultor de Câmbio no Grupo Confidence. Atualmente trabalha como repórter fotográfico.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!