fbpx
ÁFRICAÁSIAECONOMIA INTERNACIONALMEIO AMBIENTENOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICAS

Primeira fábrica de painéis solares começará a funcionar em Moçambique com apoio indiano

No próximo mês de outubro, começará a funcionar a primeira fábrica de painéis solares em Moçambique. Para o início do empreendimento foi obtido um investimento de 13 milhões de dólares do “Banco de Exportações e Importações da Índia” (ExIm).

De acordo com o portal de notícias “Macauhub[1], a fábrica localizada em Beluluane (“Distrito de Boane”, na província de Maputo, Sul de Moçambique), que pertence ao “Fundo Nacional de Energia” (FUNAE), foi construída em cooperação com o governo indiano.

Em um terreno de dois hectares começará a funcionar esta fábrica de painéis solares que abastecerão diversas zonas remotas do país.
De acordo com a nota[1], a unidade fabril produzirá módulos fotovoltaicos solares com capacidade de cinco megawatts cada e gerará imediatamente emprego a 80 jovens, dos quais 70 são de origem moçambicanas e os restantes  expatriados.

———————————————

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://www.macauhub.com.mo/pt/2013/08/12/mocambique-vai-produzir-paineis-solares-a-partir-de-outubro-com-apoio-da-india/

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!