fbpx
AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Projeção de cenário de hiperinflação para a Venezuela

Analistas econômicos começam a apontar que a Venezuela caminha para um quadro de Hiperinflação. Segundo dados do Banco Central Venezuelano (BCV), a inflação teve um aumento e chegou a casa dos 63,4%[1], mantendo contínuo crescimento, apesar de o BCV também apontar que está ocorrendo uma desaceleração nos últimos três meses, como forma de reduzir os temores, conforme consta do informe divulgado no seu site oficial: “La variación intermensual del INPC (índice nacional de precios al consumidor) desaceleró en agosto por tercer mes consecutivo, obteniéndose el registro más bajo entre los observados desde el mes de marzo, cuando los resultados del indicador comenzaron a verse afectados por la conflictividad política[1].

Dados extraoficiais, no entanto, apontam que a Inflação poderá chegar a casa dos 90% ainda este ano[2]. De acordo com especialistas, o fenômeno hiperinflacionário ocorre quando se tem uma taxa de inflação anual superior a 100% por um período sequencial de três anos[2]. Nesse sentido, como há o risco de a taxa chegar a mais de 90% ainda este ano, a HiperinflaçãoEs una amenaza seria. Un fantasma que sobrevuela a Venezuela[2], conforme apontou o economista Asdrúbal Rivas.  Este afirmou ainda que “Los controles están condenados a fracasar. Se implementan como medidas coyunturales, pero en Venezuela se trata de políticas de Estado (…). Ninguna economía funciona si se mantienen los controles de precios. Esa tendencia de mantener los controles se sostiene bajo la disculpa de la ideología y el socialismo. Entonces el juego se tranca. Lo peor es que no se avizora un año 2015 más positivo, pues los problemas estructurales se enraízan: una especie de default con las empresas ante el impago de la deuda con los proveedores en el extranjero y distorsiones cambiarias en un férreo control que se originó en 2003. (…). La marcada escasez y los altos precios escarban en lo más hondo del bolsillo. Un ejemplo de cómo la ideología y la economía no caminan, es lo que ocurre con los productos de aseo personal y limpieza. La famosa frase ‘no hay’, se multiplica en mercados, farmacias, bodegas, abastos y perfumerías, lo que ha puesto a la gente a correr para ver qué encuentra[2].

Diante do quadro, acreditam os observadores que a situação tenderá a piorar para o Governo, uma vez que as medidas adotadas não estão sendo interpretadas como aptas a mudar o quadro econômico, já que a ideia do Mandatário é acelerar o processo de estatização da economia, reduzindo a capacidade produtiva do país, e efetuar a centralização da política e o controle da sociedade, algo que tem levado ao aumento da oposição, apesar de esta estar desarticulada. Mesmo o Partido Comunista da Venezuela (PCV) declarou afastar-se de Maduro, pois está criticando o acúmulo de poder nas mão de um único líder, de forma a apontar que o denominado “sacudón” de Maduro “no incorpora a las fuerzas políticas y sociales del país. (…). Las medidas tomadas no implican al poder popular ni contemplan los cambios económicos esperados[3].

Em síntese, o Presidente tem recebido críticas dos amplos espectros políticos e ideológicos, além de receber acusações de que o modelo econômico está esgotado e não se pode mais esperar que a Venezuela possa sair da crise econômica e crescer sem o estímulo ao empreendedorismo privado e a recepção de investimentos externo, os quais não querem se dirigir ao país. Isso tem levado a percepção de que a crise política, econômica e social tende a continuar, com perspectiva de agravamento.

————————————————————————–

Imagem (Fonte):

 wikipedia

—————————————————————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://www.elnuevoherald.com/2014/09/09/1839170/la-inflacion-venezolana-sigue.html

[2] Ver:

http://informe21.com/economia/dla-gobierno-de-maduro-toca-las-puertas-de-la-hiperinflacion  

[3] Ver:

http://www.eluniversal.com/nacional-y-politica/140909/ppt-y-pcv-critican-el-sacudon-de-maduro  

About author

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!