fbpx
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Quem será o novo Presidente do Banco Popular da China

Teve início no dia 18 de outubro de 2017 o 19º Congresso do Partido Comunista da China (PCC) em Beijing. Este ano (2017), especialistas apontam como elemento central do evento a consolidação da autoridade do atual Presidente Xi Jinping. No entanto, conforme destaca William Pesek, analista do periódico Asia Times, outra questão de imensa relevância deverá ser respondida durante o encontro: quem será o substituto de Zhou Xiaochuan, Presidente do Banco Popular da China (PBC, sigla em inglês) desde 2002 e que deverá se aposentar em janeiro de 2018.

Zhou Xiaochuan, atual Presidente do Banco Popular da China

De acordo com o periódico Financial Times, Zhou Xiaochuan é o principal responsável pelas reformas econômicas que resultaram na inclusão do Yuan na cesta de moedas do Fundo Monetário Internacional (FMI), em outubro do ano passado. Contudo, apesar de sua inclinação liberal, Zhou não destoa das demais lideranças do PCC acerca da necessidade de manutenção do controle estatal sobre o setor financeiro do país. Por exemplo, no dia 19 de outubro (2017), ele declarou que o PBC irá agir de maneira contundente para conter as tendências especulativas no mercado de crédito chinês.      

Analistas especulam que há três nomes na lista de possíveis sucessores de Zhou Xiaochuan na liderança do PBC. O primeiro é Guo Shuqing, ex-presidente do Banco de Construção da China e que atualmente chefia a Comissão de Regulação Bancária do país. O segundo é Liu Shyiu, ex-presidente do Banco de Agrícola da China e que lidera a Comissão de Regulação de Seguros desde fevereiro de 2016. Por fim, também é mencionado o nome de Jiang Chaoliang, cujo currículo inclui dois anos como Governador da Província de Jilin e cargos alto escalão no Banco de Desenvolvimento da China. 

Considera-se que o maior desafio do novo Presidente do Banco Central será evitar que a crescente integração da economia chinesa no sistema financeiro internacional resulte em maior vulnerabilidade do país em relação a crises especulativas. Por conta disso, lideranças econômicas e políticas do mundo inteiro aguardam pela definição do responsável pela condução do PBC após Zhou Xiaochuan. Entretanto, na medida em que sejam reafirmadas as diretrizes estratégicas estabelecidas por Xi Jinping, concebe-se como improvável que haja mudanças drásticas no que tange ao controle exercido pelo PCC sobre o setor financeiro na China.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:                                                                                                                

Imagem 1 Cerimônia de abertura do 19º Congresso do Partido Comunista da China” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/19th_National_Congress_of_the_Communist_Party_of_China#/media/File:Opening_ceremony_of_19th_National_Congress_of_the_Communist_Party_of_China_(VOA).jpg

Imagem 2Zhou Xiaochuan, atual Presidente do Banco Popular da China” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Zhou_Xiaochuan#/media/File:Zhou_Xiaochuan_cropped.jpg

About author

Doutorando em Ciência Política pela Instituto de Estudos Sociais e Políticos (IESP) da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ). Mestre em Estudos Estratégicos Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pesquisa nas áreas de Segurança Internacional, Economia Política Internacional e Política Externa Brasileira. Como colaborador do CEIRI Newspaper escreve sobre Ásia, especialmente sobre China, país em que residiu durante um ano e que é seu objeto de estudo desde 2013.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!