EUROPANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Renzi é liberado para negociar a formação de um novo Governo na Itália

Nesta última segunda-feira (dia 18), o Presidente da Itália”, Giorgio Napolitano, solicitou ao atual governador da cidade de Firenze e novo líder do Partido Democrático”*, Matteo Renzi, que desse início às negociações interpartidárias com o objetivo de formar um novo Governo na Itália.

A necessidade de um novo Governo surgiu após a renúncia do ex-primeiro-ministro Enrico Letta, na semana que passou. Letta, até então líder do “Partido Democrático”, fora abatido por uma considerável pressão de seu Partido, favorável a sua renúncia. Em votação interna, a queda do então Primeiro-Ministro fora apoiada por uma maioria considerável de 136 votos[1], contra 16, favoráveis a sua  permanência.

A oposição interna à Letta, liderada por Renzi, argumentou que a incapacidade do governante em aprovar no Parlamento as reformas políticas necessárias justifica sua renúncia ao cargo. Ademais, a estagnação da economia italiana, terceira maior da “Zona do Euro”, e o insucesso das políticas econômicas de Letta também foram creditadas como motivos favoráveis à renúncia. Ressalte-se que a Itália vive a pior recessão econômica desde o término da “II Guerra Mundial” e, em dado recente, cerca de 41% dos jovens italianos estão desempregados[2].

Após uma conversa com o presidente Napolitano, Renzi afirmou que irá divulgar em poucos dias sua lista de ministros e seu programa de governo, para avaliação do Parlamento italiano. Seus objetivos iniciais concentram-se na aprovação de uma novaLei Eleitoral”; no início do processo de reforma da Constituição; no incentivo à geração de novos empregos; na reorganização do setor público e na revisão doSistema Tributário[3].

Caso obtenha uma coalizão no Parlamento, Renzi irá se tornar o mais novo “Primeiro-Ministro da Itália”, aos 39 anos.

——————————

* O “Partido Democrático” obteve o maior número de votos nas últimas eleições parlamentares, que ocorreram no primeiro semestre de 2013.

——————————

Imagem (Fonte):

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/f/f7/Matteo_Renzi_crop_new.png

——————————

Fontes consultadas:

[1] Ver:

http://euobserver.com/political/123145

[2] Ver:

http://www.theguardian.com/world/2014/feb/14/enrico-letta-steps-down-italy-pm-matteo-renzi

[3] Ver:

http://www.theguardian.com/world/2014/feb/17/italian-president-matteo-renzi-mayor-florence-new-government

 

About author

Mestrando em Ciência Política pela Universidade de São Paulo (Usp); Bacharel em Relações Internacionais pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (Puc-SP). Colaborador do Núcleo de Análise da Conjuntura Internacional (NACI) e do Núcleo de Estudos de Política, História e Cultura (Polithicult). Experiência profissional como consultor de negócios internacionais. Atua nas áreas de Política Internacional, Integração Europeia, Negócios Internacionais e Segurança Internacional. No CEIRI NEWSPAPER é o Coordenador do Grupo Europa.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China lança plano de transformar Shenzhen em “motor central” de reforma

AGÊNCIAS DE COOPERAÇÃOCOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Impacto da COVID-19 na educação é tema de Relatório das Nações Unidas

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Ataque jihadista a civis deixa 25 mortos em Burkina Faso

ANÁLISES DE CONJUNTURANOTAS ANALÍTICAS

COMUNICADO CEIRI NEWS DE 12 DE OUTUBRO

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!