fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Reunião entre Irã e AIEA não avança

Após a reunião entre o “Governo do Irã” e a “Agência Internacional de Energia Atômica” (AIEA) as notícias divulgadas apontam que houve poucos avanços em termos concretos, restringindo-se às declarações diplomáticas em que se afirma sobre supostos progressos nas reuniões ocorridas, mas sem dispor informações sobre autorização para visitas às unidades que podem encobrir uma possível vertente bélica do “Programa Nuclear Iraniano”, como é o caso do “Complexo Militar de Parchin”, sendo esta uma das exigências da Agência e da comunidade internacional. Foi divulgado ainda que poderá ocorrer uma nova rodada de reuniões em janeiro para tratar do mesmo tema iraniano, algo sobre o qual a AIEA não quis se pronunciar.

Apesar do tom aparentemente ameno, a situação pode ficar mais complicada, pois também foi divulgado que o Irã poderá se retirar do “Tratado de Não-Proliferação das Armas Nucleares” (TNP). O clima mais cético e disposto ao confronto foi dado por Nozar Chafi, o chefe do “Comitê de Segurança” do Parlamento iraniano. Afirmou: Disseram-nos que as negociações foram construtivas mas a alegria e o otimismo deverão ser limitados, levando em consideração a realidade, não as amabilidades diplomáticas”*

A ameaça foi feita em resposta ao aumento de qualquer pressão sobre o país, em alusão indireta aos EUA, Israel e Europa, que colocaram sob suas respectivas pautas a aplicação de mais sanções unilaterais contra Teerã e em especial ao caso israelense que declarou estar disposto a bombardear as usinas iranianas unilateralmente nos próximos meses se não houver recuo do Governo persa.

Observadores apontam que a reunião não trouxe resultados para o Ocidente e se inseriu no contexto da estratégia iraniana de ganhar o máximo possível de tempo para concluir seu Projeto e tentar mudar a modalidade de diálogo com o Ocidente.

—————
Fontes:

* Ver:

http://portuguese.ruvr.ru/2012_12_16/ira-tenciona-sair-do-tratado-de-nao-proliferacao-das-armas-nucleares/

—————

Ver também:

http://noticias.terra.com.br/mundo/oriente-medio/sem-mencao-a-visitas-ira-e-aiea-encerram-discussoes,a314d385aff8b310VgnCLD2000000ec6eb0aRCRD.html

About author

É Fundador do CEIRI NEWSPAPER. Doutor e Mestre em Ciência Política pela Universidade em São Paulo e Bacharel em Filosofia pela USP, tendo se dedicado à Filosofia da Ciência. É Sócio-Fundador do CEIRI. Foi professor universitário por mais de 15 anos, tendo ministrado aulas de várias disciplinas de humanas, especialmente da área de Relações Internacionais. Exerceu cargos de professor, assessor de diretoria, coordenador de cursos e de projetos, e diretor de cursos em várias Faculdades. Foi fundador do Grupo de Estudos de Paz da PUC/RS, do qual foi pesquisador até o final de 2006. É palestrante da Associação dos Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG-RS), tendo exercido também os cargos de Diretor de Cursos e Diretor do CEPE/CEPEG da ADESG de Porto Alegre. Foi Articulista do Broadcast da Agência Estado e do AE Mercado (Política Internacional), tendo dado assessoria para várias redes de jornal e TV pelo Brasil, destacando-se as atuações semanais realizadas a BAND/RS, na RBS/RS e TVCOM (Globo); na Guaíba (Record), Rádioweb; Cultura RS; dentre vários jornais, revistas e Tvs pelo Brasil. Trabalhou com assessoria e consultoria no Congresso Nacional entre 2011 e 2017. É autor de livros sobre o Pensamento Militar Brasileiro, de artigos em Teoria das Relações Internacionais e em Política Internacional. Ministra cursos e palestra pelo Brasil e no exterior sobre temas das relações internacionais e sobre o sistema político brasileiro.
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!