fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Rússia pretende construir “Trem Atômico”

De acordo com informações publicadas no site “RT”*, a “Russian Railways” e a “Agência Federal Russa de Energia Atômica” estão determinadas a criar um trem movido à energia nuclear que deverá carregar um total de 11 vagões.

A comunidade científica da Rússia recebeu a notícia com expectativa, mas o custo estimado de construção é ainda desconhecido e não se sabe se a ideia realmente sairá do papel. Os responsáveis pelo projeto afirmam que a parte inicial de seu desenvolvimento vai servir apenas como uma experiência científica.

 

Se concretizado, o Trem será considerado um dos primeiros veículos terrestres usando energia nuclear em seus funcionamento. Outro exemplo foi o “Ford Nucleon”**, um carro lançado em 1958 que materializava a ideia de um veículo movido por um pequeno reator nuclear  que fazia funcionar um motor a vapor, de forma similar aos submarinos ou porta-aviões nucleares.

A notícia deixou vários setores da sociedade preocupados com relação à segurança de um veículo terrestre nuclear, no entanto, analistas indicam que o uso correto dessa fonte de energia é seguro, limpo e acessível, sendo uma alternativa considerável para a mitigação do aquecimento global.

————————————————


Fonte Consultada:

* Ver:

http://www.rt.com/news/sci-tech/revolutionary-locomotive-russia-atomic/

** Ver:

http://www.coremasnet.com.br/noticias/6/carronuclear.php

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!