ÁSIANOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Israel e Síria: aumento das provocações e da violência

Nos últimos dois anos, Israel se manteve longe da guerra civil que vem acontecendo na Síria e declarou diversas vezes não ter a intenção de intervir de forma alguma. No entanto, o governo israelense deixou claro que não iria permitir a contínua transferência de armas sofisticadas ao grupo paramilitar Hezbollah” nem qualquer ataque intencional ao seu território. O “Hezbollah” é acusado de assumiu diversos atos terroristas ocorridos em Israel e tem tido auxílio do governo sírio para receber armamentos do Irã e possivelmente da Rússia.

ÁSIANOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Síria permite nova frente militar contra Israel nas “Colinas do Golan”

Bashar al-Assad, presidente da Síria, atendeu nesta semana ao pedido do Irã em permitir que o Hezbollah estabeleça uma frente militar contra Israel nas Colinas do Golan”. A informação foi divulgada pelo jornal “Al-Hayat”, localizado em Londres e de circulação em língua árabe. A reportagem diz que Assad também concordou em auxiliar e abastecer o Hezbollah na campanha[1].

A matéria do “Al-Hayat” traz o depoimento de uma fonte iraniana não identificada, que disse ao jornal que Teerã está determinada a impedir a queda do regime de Assad em Damasco, exatamente porque a Síria está convencida a abrir as portas do Golan para todos os árabes e muçulmanos que queiram lutar contra Israel[2].

AMÉRICA DO NORTENOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Representantes de Israel nas negociações com a Palestina vão aos EUA se reunir com John Kerry

Nesta quinta feira, a “Ministra da Justiça israelense”, Tzipi Livni, e o enviado especial do primeiro ministro de Israel, Isaac Molho, chegaram a Washington para uma rápida visita. Livni e Molho foram aos Estados Unidos para se reunir com o Secretário de Estado norte-americano, John Kerry. Os representantes de Israel nas negociações com a Palestina realizaram a viagem com o objetivo de enfocar os esforços pretendidos pelos EUA no processo de paz no Oriente Médio. 

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Irã oferece parceria ao Ocidente no “Oriente Médio”

O governo iraniano declarou nesta semana ser um parceiro confiável para o Ocidente no Oriente Médio. A condição seria que os países ocidentais se tornassem mais cooperativos em relação às conversações internacionais sobre o “Programa Nuclear do Irã”.

As Nações Unidas” (ONU) responsabilizam o país pelas tensões a respeito do assunto, já que ele não acatou seus pedidos de restrição em relação às atividades nucleares e prossegue negando a abertura de investigações no campo por parte de inspetores da “ONU”.

ÁFRICANOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Egito suspende vôos comerciais vindos do Irã

Na última segunda feira, 8 de abril, o Egito suspendeu a chegada de qualquer vôo comercial direto do Irã. A decisão foi tomada após protestos por parte de muçulmanos Sunitas”, que tentaram invadir a casa de um diplomata iraniano no Cairo. Cerca de 100 membros de grupos “Salafistas” protestaram contra a retomada de negociações entre os governos egípcio e iraniano, quebradas há 34 anos.

Em 2012, Egito e Irã voltaram às conversações. Os dois países não se relacionavam diretamente desde aRevolução Iraniana, em 1979, quando o governo egípcio providenciou asilo ao “Shah Reza Pahlevi”, que havia sido deposto, e, em 1980, Teerãquebrou todos os laços com  Cairo, um ano após a Revolução no Irã e a assinatura do acordo de paz entre Egito e Israel.

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Voltam a ocorrer tensões armadas entre Israel e Gaza

Depois de aproximadamente quatro meses do cessar-fogo que teve início em novembro do ano passado, voltaram a ocorrer tensões armadas entre Israel e Gaza. O confronto teve início após um prisioneiro palestino falecer de câncer no esôfago em um hospital israelense na cidade de “Be’er Sheva”. Maysara Abu Hamdiya, que morreu na última terça-feira aos 64 anos, era um general aposentado da “Autoridade Palestina”.