NOTAS ANALÍTICAS

Em discussão o retorno do Paraguai à UNASUL

Na próxima sexta-feira, dia 30 de novembro, os chefes de Estado e de Governo dos países sulamericanos realizarão em Lima (Peru) a “VI Reunião Ordinária do Conselho de Chefas e Chefes de Estado e do Governo da Unasul”, com o objetivo de se discutir a integração regional e colocar sobre a mesa o encerramento da suspensão imposta ao Paraguai no Organismo regional.

A questão paraguaia será inicialmente debatida na quinta-feira, na reunião do “Conselho de Ministras e Ministros das Relações Exteriores da Unasul” quando se analisarão relatórios do “Grupo de Alto Nível” criado para observar a situação do Paraguai em seu processo político, bem como sobre a normalidade democrática, e daí estabelecer pareceres que serão considerados pelos chefes de Estado e de Governo na sexta-feira.

NOTAS ANALÍTICAS

Petróleo no Paraguai

O presidente paraguaio Federico Franco anunciou na segunda-feira, dia 26 de novembro, a descoberta de jazidas petrolíferas na região norte do país, mais especificamente no Chaco paraguaio, próximo de Brasil, Bolívia e Argentina, onde existe uma área desértica e semi-povoada, na qual tem sido buscada a presença de um campo de petróleo há algum tempo.

A anúncio foi feito por Franco numa reunião-almoço com empresários brasileiros, mostrando para eles a possibilidade de se fazer investimentos no país, apesar da suspensão temporária do MERCOSUL e da UNASUL. O Presidente declarou: “O Paraguai é um país cheio de oportunidades. Se Deus quiser, na próxima semana, será encontrado mais petróleo de qualidade e abundância na região do Chaco, na Bacia de Perity”*.

NOTAS ANALÍTICAS

Frágil cessar-fogo entre o Hamas e Israel

Localização da Faixa de GazaLocalização da Faixa de GazaOntem, dia 21 de novembro, iniciou o “Acordo de Cessar-Fogo” entre o Hamas e Israel. De acordo com o divulgado, apesar das assinaturas feitas, continuaram os bombardeios em alguns alvos na “Faixa de Gaza” por parte dos israelenses, bem como lançamentos de mísseis sobre o território de Israel apenas três horas após o anúncio da trégua, a qual, pelo jornal israelense “Yedioth Ahronoth”*, terá a duração de 72 horas enquanto se costura uma negociação para estabelecer a paz de longo prazo.

NOTAS ANALÍTICAS

“Comissão de Relações Exteriores da Câmara dos Deputados do Brasil” defende o caça da SAAB para o “Programa FX-2

Ontem, dia 21 de novembro, a ministra da Defesa da Suécia, Karin Enstrom, solicitou o apoio da “Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional” (CREDN) da “Câmara dos Deputados do Brasil” para a escolha do caça Gripen como o vencedor do “Programa FX-2”. O aeronave é fabricada pela empresa sueca Saab e uma das finalistas neste  “Programa” da “Força Aérea Brasileira” (FAB).

Em audiência com a presidente da CREDN, deputada Perpétua Almeida (PC-do-B/AC), Enstrom defendeu que o projeto sueco é o mais vantajoso técnica, política e economicamente para o Brasil. Declarou que, na parte técnica, a proposta contempla questões como o reabastecimento em vôo, algo que também vem sendo destacado pelos demais concorrentes. De acordo com a Ministra, o modelo oferecido ao Brasil foi testado na intervenção da OTAN na Líbia. Conforme observadores internacionais, o “Gripen JAS 39” foi adotado em missões de reconhecimento, além disso o “Gripen NG” (o que consta na proposta de competição do “Projeto FX-2”) é este modelo com vários desenvolvimentos, adaptações e aperfeiçoamentos alguns a serem apresentados já em 2013 e vem recebendo elogios de vários especialistas.

AMÉRICA LATINAANÁLISES DE CONJUNTURA

Argentina em greve

Hoje, terça-feira, dia 20 de novembro, a Argentina está sob um estado de greve de 24 horas, convocada pelas duas principais centrais sindicais do país, a “Central Geral dos Trabalhadores” (CGT) e a “Central dos Trabalhadores da Argentina” (CTA)* principalmente contra as medidas tributárias que o Governo pretende aplicar retirando isenções fiscais e benefícios públicos dos assalariados.

Os Sindicatos contam com o apoio da “Federação Agrária Argentina” (FAA), que poderá fazer piquetes para interromper as principais vias de transporte local, tendo sido anunciado que ocorrerão 160 bloqueios pelo país. Também participam da greve parte dos trabalhadores do transporte coletivo, os caminhoneiros, os serviços municipais, os bancos, dos postos de gasolina, parte dos hospitais e serviços públicos de saúde.

NOTAS ANALÍTICAS

Hamas consegue vantagem na batalha pela opinião pública

Após vários dias de bombardeio na “Faixa de Gaza”, a comunidade internacional está posicionando-se contrária as ações do Governo israelense de manter a região sob bombardeio. A situação continua tensa com riscos de haver expansão dos combates por meio da invasão do território pelo Exército israelense, hipótese com maior probabilidade devido ao anúncio governamental de que convocaria reservistas para dar continuidade aos combates e ocupar o território de Gaza.

Este cenário tem sido rechaçado pelas potências ocidentais que não desejam ver um conflito na localidade, pois poderia significar o rompimento da tênue linha que ainda mantém Oriente Médio ainda sob controle.