fbpx
NOTAS ANALÍTICAS

Três anos da “Cooperação Tripartite Brasil-Cuba-Haiti”

No dia 27 de março, o ministro da Saúde, Alexandre Padilha, participou de evento em comemoração aos três anos da “Cooperação Tripartite Brasil-Cuba-Haiti[1] que tem como principal objetivo reestruturar o sistema de saúde haitiano, sendo esta iniciativa a maior cooperação internacional desenvolvida pelo Brasil na área da saúde.

De acordo com o “Blog do Ministério da Saúde[1], o auxílio brasileiro ao Haiti utiliza recursos no valor de US$ 60 milhões até 2014 para operações de assistência especial no exterior e assistência humanitária ao Haiti.

O Ministro brasileiro declarou que esta cooperação é uma ação humanitária e defende o princípio de que a saúde é um direito, conforme previsto na Constituição Brasileira. Ele afirmou: “A cooperação visa construir uma saúde pública no Haiti para atender as necessidades do povo haitiano. Além de afirmar a necessidade e a importância dos países terem serviços públicos universais de saúde[1].

No âmbito desta cooperação, serão entregues ainda esse ano (2013) três hospitais de referência para atender a uma população de cerca de 300 mil habitantes (que vão atuar de forma articulada com a rede de “Atenção Básica”) e um “Centro de Assistência à Pessoa com Deficiência”, único do Haiti, que atenderá as demandas da especialidade.

——————————————

Fonte Consultada:

[1] Ver:

http://www.blog.saude.gov.br/cooperacao-trilateral-acao-para-reestruturar-saude-no-haiti-completa-tres-anos/

About author

Mestre em Medicina pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Bacharel em Relações Internacionais, jornalista e Especialista em Cooperação Internacional. Atualmente é CEO do Centro de Estratégia, Inteligência e Relações Internacionais (CEIRI) e Editora-Chefe do CEIRI NEWSPAPER. Vencedora de vários prêmios nacionais e internacionais da área dos Direitos Humanos. Já palestrou em várias cidades e órgãos de governo do Brasil e do Mundo sobre temas relacionados a profissionalização da área de Relações Internacionais, Paradiplomacia, Migrações, Tráfico de Seres Humanos e Tráfico de órgãos. Trabalhou na Coordenadoria de Convênios Internacionais da Secretaria Municipal do Trabalho de São Paulo e na Assessoria Técnica para Assuntos Internacionais da Secretaria do Emprego e Relações do Trabalho do Governo do Estado de SP. Atuou como Diretora Executiva Adjunta e Presidente do Comitê de Coordenação Internacional da Brazil, Russia, India, China, Sounth Africa Chamber for Promotion an Economic Development (BRICS-PED).
Related posts
ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Fundo Monetário Internacional estima crescimento da economia chinesa em quase 2%, contrariando tendência mundial

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Conselho Europeu se reúne para tratar de ação conjunta europeia para combater a COVID-19

NOTAS ANALÍTICASPARADIPLOMACIA

As cidades mais caras da América Latina

NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Resposta à COVID-19 nas Américas pode sofrer transformação a partir de novos testes rápidos

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!