ÁFRICANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Tropas francesas matam civil no Mali

No dia 1o de setembro de 2020, um civil foi morto e dois feridos a cerca de 50 km da cidade de Gao, região marcada por conflitos no norte do Mali. Segundo o Comandante do Exército da França, responsável pela operação no país, os militares no local realizaram gestos para que o ônibus que se aproximava em alta velocidade da unidade parasse. No entanto, o ônibus não desacelerou e nem freou. Em seguida, tiros de advertência foram dados no chão, mas que acabaram sendo ricocheteados no para-brisa, machucando três pessoas.

A vítima gravemente ferida foi evacuada de helicóptero para o hospital da Força Barkhane em Gao, porém, não resistiu. Além disso, o Comandante declarou que a apuração dos eventos está sendo realizada e expressou suas condolências à família do falecido. Em contrapartida, o diretor da empresa de ônibus, Abdoulaye Haidara, relatou que o motorista não ouviu os tiros de advertência e negou ter se recusado a parar.

Tropas francesas em Bamako

A França já desdobrou mais de 5.000 militares para a Operação Barkhane na região do Sahel, englobando 5 países: Mali, Burkina Faso, Níger, Mauritânia e Chade. O objetivo é que os Estados parceiros adquiram a capacidade de prover sua segurança de forma autônoma, principalmente face ao terrorismo.

Tropas francesas no sul do Mali

O Mali vem lidando com problemas de instabilidade desde 2012, com o golpe de estado. No dia 18 de agosto de 2020 uma situação similar ocorreu, levando o Presidente a ser deposto. Atualmente, o Chefe de Estado é o coronel Assimi Goita, líder do Comitê Nacional para a Salvação do Povo (CNSP). Vale ressaltar que o mesmo já participou de operações contra-ataques jihadistas em Bamako, em 2015. Para mais informações, acesse.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1Tropas francesas em operação na cidade de Gao” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_do_Sahel#/media/Ficheiro:Soldats_français_à_Gao.PNG

Imagem 2Tropas francesas em Bamako” (Fonte):

https://pt.wikipedia.org/wiki/Guerra_Civil_do_Mali#/media/Ficheiro:French_troops_in_Bamako.PNG

Imagem 3Tropas francesas no sul do Mali” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Operation_Barkhane#/media/File:Opération_Barkhane.jpg

About author

Bacharela em Relações Internacionais pelo Centro Universitário IBMR - Laureate International Universities. Pesquisadora na mesma instituição pelo Núcleo de Pesquisa Maria Rabello Mendes (NUPREM) e coordenadora da Rede Brasileira de Pesquisa sobre Operações de Paz (REBRAPAZ). Realizou cursos em instituições notáveis como Curso de Estudos de Política e Estratégia (CEPE) da Associação de Diplomados da Escola Superior de Guerra (ADESG), Curso de Coordenação Civil-Militar do Centro Conjunto de Operações de Paz do Brasil (CCOPAB), Curso de Geopolítica na Escola de Comando e Estado-Maior do Exército (ECEME), entre outros. Realizou artigo para a conclusão da graduação sobre a relação entre a liderança e legitimidade da atuação brasileira em Operações de Paz e seus efeitos diplomáticos no Conselho de Segurança da ONU. Ressalta-se também o artigo realizado sobre o Relatório Santos Cruz apresentado na Escola Superior de Guerra - 2018 e o artigo sobre as Operações de Paz da ONU e OTAN através da visão Comparativa do Direito Internacional aceito pela Academia Brasileira de Direito Internacional - 2019 e apresentado durante seu evento anual.
Related posts
Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Reunião de Alto Nível sobre os direitos da mulher é realizada durante a Assembleia Geral da ONU

AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Evo Morales e Rafael Correa fora das eleições na Bolívia e no Equador

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Repressão à greve de professores aumenta preocupação com repressão na Jordânia

ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China promete fornecer mais tropas para as operações de paz das Nações Unidas

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!