ÁFRICANOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Turquia inaugura na África sua maior base militar no exterior

Foi inaugurada no último sábado, dia 30 de setembro, a maior base militar da Turquia fora de seu próprio território. A instalação está localizada em Mogadíscio, capital da Somália, ocupando um terreno de mais de quatro quilômetros quadrados. Foram necessários dois anos para a construção ser finalizada, com investimento total de US$ 50 milhões.

Encontro entre o Presidente turco, Erdogan, e o Primeiro-Ministro somali, Ali Khayre, em setembro de 2017

A nova base tem o propósito oficial de ser um centro de formação militar. Espera-se que a partir de agora mais de 10.000 soldados somalis passem a ser treinados por oficiais turcos. Em discurso na cerimônia de inauguração, o Primeiro-Ministro da Somália, Hassan Ali Khayre, disse que “esta academia faz parte do nosso compromisso de reconstruir nosso exército”. Já Hulusi Akar, Chefe do Estado-Maior da Turquia, afirmou que seu país “irá fornecer todo o apoio necessário aos nossos irmãos na Somália”.

Os laços entre os dois países vêm se estreitando nos últimos anos. O Presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, já realizou duas visitas oficiais nesta década e seu Governo vem investindo na construção de escolas, hospitais e projetos de infraestrutura de transportes na Somália. Ancara ainda contribui com ajuda humanitária destinada às vítimas da guerra civil, que assola a república africana por mais de três décadas. Em contrapartida, a Turquia vem auferindo ganhos no campo comercial. As exportações turcas, que somavam apenas US$ 5,1 milhões em 2010, atingiram US$ 123 milhões em 2016.

A Turquia já contava com outra instalação militar no exterior. Trata-se de uma base no Catar, inaugurada em 2015, e com capacidade para 3.000 soldados. Durante a crise do Golfo, em junho de 2017, a presença turca serviu como elemento dissuasório para ações contra o país árabe. Agora eles passam a ocupar outra região geograficamente estratégica, o Chifre da África, que se debruça sobre a principal rota marítima que liga a Europa ao Oceano Índico. Dessa forma, Ancara procura expandir o alcance de suas Forças Armadas para além de suas fronteiras e, por consequência, aumentar sua influência política no sistema internacional.

———————————————————————————————–                    

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Embaixada turca em Mogadíscio” (Fonte):

https://en.wikipedia.org/wiki/Mogadishu#/media/File:Mogturkemb.jpg

Imagem 2 Encontro entre o Presidente turco, Erdogan, e o PrimeiroMinistro somali, Ali Khayre, em setembro de 2017” (Fonte):

https://www.tccb.gov.tr/en/news/542/83567/cumhurbaskani-erdogan-somali-basbakani-hayriyi-kabul-etti.html

About author

Mestrando no programa de Pós Graduação em História Comparada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e graduado em História também pela UFRJ. Atua na área de Política Internacional, formação de alianças e segurança regional. Desenvolve pesquisas com enfoque específico no estudo dos países do Cáucaso do Sul, Eurásia e espaço pós-soviético. É membro do Grupo de Pesquisas de Política Internacional (GPPI/UFRJ) e do Laboratório de Estudos dos Países do Cáucaso (LEPCáucaso).
Related posts
NOTAS ANALÍTICASPOLÍTICAS PÚBLICASSAÚDE

Avifavir: o antiviral russo contra a Covid-19

ÁSIAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Em meio à pandemia global, exportações chinesas apresentam aumento inesperado no mês de julho

NOTAS ANALÍTICASSegurança Internacional

Soldado embriagado na República Democrática do Congo mata 12 civis

Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

ONU relata violação aos Direitos Humanos em áreas de Mineração na Venezuela

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!
Powered by