AMÉRICA LATINAECONOMIA INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

Vinícolas sul-americanas premiadas entre as melhores do mundo

A World’s Best Vineyards divulgou a lista dos 50 melhores destinos de turismo de vinho (enoturismo) do mundo em uma premiação realizada online em 13 de julho de 2020. Entre as 10 primeiras classificadas, 4 regiões são de países sul-americanos e o primeiríssimo lugar é da Argentina.

A cerimônia seria realizada no estado americano da Califórnia, no Condado de Sonoma, famoso pela gastronomia e pelas mais de 400 vinícolas, mas não pôde ser presencial em razão da pandemia do coronavírus. A escolha foi feita por meio de uma academia com mais de 500 integrantes, de todas as partes do mundo, entre especialistas em vinho, sommeliers e correspondentes de viagem. Estes integrantes são concentrados em torno de 20 Cátedras Acadêmicas, que representam regiões, incluindo a Cátedra “Restante das Américas, exceto Argentina e Chile”, que é ocupada pela sommelier brasileira Cláudia Melo.

A lista completa conta com 50 vinhedos de 18 países dos cinco continentes, sendo que os mais presentes numericamente são o Chile (8 regiões), a França (7) e a Argentina (5). O Brasil não esteve representado na lista e os vencedores por região foram: Zuccardi Vale de Uco (Argentina) na América do Sul; Domäne Wachau (Áustria) pela Europa; Roberto Mondavi Winery (EUA) pela América do Norte; Rippon (Nova Zelândia) pela Australásia; Delaire Graff Estate (África do Sul) pela África; e Château Mercian Mariko Winery (Japão) pela Ásia.

A vencedora Zuccardi Vale de Uco já havia arrebatado o primeiro lugar em 2019, na primeira edição da premiação em Londres. A Zuccardi está situada na região de Mendoza, junto à Cordilheira dos Andes, e fica aberta para visitação, passeios, degustação de vinhos e refeições no Restaurante Piedra Infinita. Em 2020 obteve novamente o primeiro lugar na premiação que teve a Bodega Garzón (Uruguai) e a R. López de Heredia Viña Tondonia, S.A. (Espanha), em segundo e terceiro lugares, respectivamente.

Instalações da Vinícola argentina Zuccardi

Os organizadores da premiação sabem que, por algum tempo, em razão da pandemia de Covid-19, os apreciadores de vinho e de viagens não poderão se deslocar tão fácil e livremente como antes, mas poderão escolher para onde ir quando o momento crítico passar. Sabendo disso, a Wines of Argentina (WOFA), responsável pela promoção da imagem daquele país como exportador de vinhos, lançou em 5 de agosto de 2020, um plano de negócios e posicionamento, visando sobretudo garantir presença em grandes mercados como a China e EUA, sem descuidar de outros como Japão, Coreia do Sul, Reino Unido, Canadá, América Latina, Brasil e México.

O plano prevê a implementação de ações inovadoras de marketing digital, com a exploração de plataformas de geração e disseminação de conteúdo, educação à distância, organização de eventos, ativação de novos canais voltados ao e-commerce e plataformas de vendas.  Além disso, farão uso de realidade virtual e aumentada, bem como de pesquisas de mercado para entender o novo normal e subsidiar a tomada de decisões.

———————————————————————————————–

Fontes das Imagens:

Imagem 1 Vinhedos da Zuccardi” (Fonte):

https://zuccardiwines.com/wp-content/uploads/2020/06/piedra-infinita-1.jpg

Imagem 2 Instalações da Vinícola argentina Zuccardi” (Fonte):

https://zuccardiwines.com/wp-content/uploads/2019/05/turismo-gal4.jpg

About author

Mestre e especialista em relações internacionais pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), especialista em Política e Estratégia pelo programa da ESG (UNEB, ADESG/BA), bacharel em Administração pela Universidade Católica do Salvador (UCSal). Consultor e palestrante de Comércio Exterior.
Related posts
Direito InternacionalNOTAS ANALÍTICAS

Reunião de Alto Nível sobre os direitos da mulher é realizada durante a Assembleia Geral da ONU

AMÉRICA LATINANOTAS ANALÍTICASPOLÍTICA INTERNACIONAL

Evo Morales e Rafael Correa fora das eleições na Bolívia e no Equador

NOTAS ANALÍTICASORIENTE MÉDIOPOLÍTICA INTERNACIONAL

Repressão à greve de professores aumenta preocupação com repressão na Jordânia

ÁSIACOOPERAÇÃO INTERNACIONALNOTAS ANALÍTICAS

China promete fornecer mais tropas para as operações de paz das Nações Unidas

Receba nossa Newsletter

 

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá!